6-Dicas-infalíveis-para-superar-o-medo-de-avião1-estacionamento-viracopos

6 Dicas infalíveis para superar o medo de avião

Não adianta negar: até mesmo quem está familiarizado com as alturas pode sentir medo de viajar de avião.

Segundo estatísticas, apenas 2% dos passageiros de uma aeronave ficam o tempo todo tranquilo, da decolagem ao pouso – e esta tranquilidade pode passar rapidinho em caso de turbulência.

Ou seja, a maioria da população tem medo de voar, e motivos para alimentar esta fobia não faltam. Fato é que uma hora ou outra, principalmente se viajar é uma paixão, será necessário embarcar em uma aeronave.

A boa notícia é que existem sim maneiras de superar este medo ou pelo menos conviver com ele numa boa para que a viagem seja a melhor possível. Quer ver só? Confira as dicas!

1. Entenda o seu medo

 

O que você sente é apenas uma insegurança ou é tipo um pânico? Se for pânico e você não suporta nem pensar na ideia de embarcar em um avião, a primeira medida a ser feita é procurar ajuda médica.

Somente conversando com um profissional será possível solucionar o problema de uma forma eficiente.

Além de ser atendido por um psicólogo ou psicanalista, fazer uma simulação de voo também pode ajudar.

E dependendo da situação, será necessário recorrer a remédios para ansiedade, o que deve ser determinado apenas por um profissional de saúde.

Agora, caso o que você sente é apenas um ligeiro desconforto ou certa apreensão antes ou durante um voo, basta seguir as dicas a seguir para tentar se acalmar.

2. Entenda o avião

 

Você já sabe que consegue lidar com a ideia de voar, só não sabe como fazer isso? Informe-se sobre o funcionamento de uma aeronave e você vai descobrir o quanto ela é segura.

Por exemplo: caso haja falha em algum sistema, sempre haverá um segundo para substituí-lo. Ou ainda, para que uma queda ocorra, é preciso que vários erros se alinhem, o que acontece muito raramente, em casos isolados.

Além disso, a probabilidade de acidentes é maior durante decolagem e pouso do que durante o voo em si e, nestes casos, é sempre possível solucionar o problema de forma rápida e eficiente, contando ainda com os devidos equipamentos de segurança.

E o mais importante: turbulências são normais e não afetam em nada a segurança do voo, já que os aviões são feitos para suportá-las.

A única preocupação é em relação aos passageiros que não estão com o cinto afivelado e que, dessa forma, podem se machucar com os movimentos bruscos da aeronave.

Uma dica muito útil, para sentir menos medo nestes momentos, é se sentar sobre a asa, que costuma ser a parte mais estável do avião.

Vale lembrar ainda que as asas da aeronave balançam normalmente e que o motor diminui o ruído em alguns momentos durante a viagem.

3. Prepare-se para o voo

 

Deixe tudo organizado com antecedência para evitar estresse ou dor de cabeça na hora do embarque. Use roupas confortáveis e caso já tenha problemas com ansiedade tome os medicamentos indicados pelo seu médico ou faça exercícios para se acalmar.

Pensamentos positivos sempre ajudam. Então, concentre-se no momento de chegada e imagine quão incrível será os dias conhecendo um destino novo.

A alimentação antes do voo também é importante para evitar transtornos. Ingira comidas leves e beba bastante água para manter seu corpo hidratado.

4. Fique longe das janelas

 

Principalmente no caso de quem tem medo de altura, a melhor maneira de conseguir um voo tranquilo é se sentando no corredor ou mantendo as janelas fechadas para não ter que lidar com a visão do mundo lá embaixo, minúsculo e bem distante dos seus pés.

5. Encontre uma maneira de se distrair

 

Converse com os comissários de bordo, leia um livro, ouça música ou tente dormir.

Ao se distrair, o voo vai passar mais rápido e você não vai ter tempo para se preocupar ou ficar alimentando o medo de que algo ruim possa acontecer.

Quando você se der conta, estará no aeroporto, esperando sua bagagem.

 

6. Não ingira bebidas alcoólicas

 

Algumas companhias vendem ou oferecem cerveja e vinho para seus passageiros, mas é melhor evitar este tipo de bebida.

A pressão do ar dentro do avião potencializa os efeitos do álcool, fazendo com que a pessoa fique bêbada mais rapidamente.

A situação pode causar um desconforto ainda maior, já que o passageiro que tem medo de voar estará ainda mais exaltado.

E em vez de relaxar, que é o propósito de quem vai bebericar algo dentro da aeronave, o viajante vai conseguir apenas se estressar ou causar constrangimento entre os demais passageiros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer realizar uma reserva? Converse conosco